sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Dos Hermanos - como um bom vinho

Fazia tempo que não ia até o GayCaneca ver um filmaço e o argentino Dois Irmãos tirou o atraso em alto estilo.

Sai do cinema com a sensação de quem acaba de bebericar um bom vinho sentado numa calma mesa em companhia de amigos. Dois irmãos é cinema alternativo e sem dúvida, uma excelente alternativa à pluralização generalizada de todos os conceitos do cinema de hoje. Ao contrário, o filme é minimalista e concentra-se no mais puro exercício do talento artístico de Antonio Gasalla e Graciela Borges, grandes nomes do cinema argentino.

Se você quer resenhas completas, procure os comentários dos jornais, a mim basta saber e comunicar que senti um imenso prazer ao ver um cinema centralizado no ATOR (na ambivalência de gênero).

Diálogos deliciosos, interpretação deliciosa e nada mais que a vida tão pura, tão crua que muito cabeça de bagre sai do cinema achando que não viu um filme e sim que passou uma hora e meia bisbilhotando a vida dos outros.

Mas como bisbilhotar é uma delícia, assista Dos Hermanos!

Nenhum comentário: