domingo, 31 de maio de 2009

Mais fotos da viagem para a Itália


O Alê também publicou um álbum de fotos da nossa trip pra Itália on line, mas fugiu do estilo cronológico, separando as imagens por assuntos, como 10 mais, curiosidades, moda, etc.. veja os links no blog aqui, ó.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Fretados e lotados


O Alê tem razão, os fretados fazem uma zona danada no centro expandido. Os bolsões fariam as pessoas aderirem ao transporte coletivo. O sindicato dos fretados diz que o pessoal que usa fretado vai passar a vir trabalhar de carro, você acha alguém que mora em Santos, ou Campinas, ou Osasco e pega um fretado pra vir dormindo gostosinho vai passar a pegar o carro só porque o busão vai parar na Barra Funda pra ele pegar um metrô? Acho improvável.
Mas, por outro lado ninguém aguenta entrar espremido que nem risoto, nada contra os trens e estações do metrô, mas a quantidade de pessoas que tem nessa cidade simplesmente torna o passeio um inferno.
No exterior, gente rica pega ônibus, metrô, vaporetto, sem reclamar e ainda acha lindo e tira fotos, mas aqui não é mole.
Já pensou que bacana uma daquelas linhas de trem devagar-quase-parando que liga itaquera ao centro, povoadas por uma linha de metrô direto até a Luz, só com uma parada no Tatuapé? Tudo bem, os caras estão trabalhando, mas não dá pra ir mais rápido?
Tem espaço sobrando pra trem de alta velocidade fazer São Paulo - Rio, não é? Na Itália você sai de Milão e em menos de duas horas está em Veneza num trem que anda a mais de 200km/h.
É como os governadores ladrões que esperam julgamento que talvez saia só quando o cara terminar o mandato. Por que aqui tudo tem de ser tão lento?

quinta-feira, 28 de maio de 2009

A vida é bela, nóis é que fode ela

É o que dizia meu querido e finado irmão Fernandinho que talvez tenha corrido rápido demais, mas a cada instante esta verdade se manifesta diante de meus olhos.
As pessoas reclamam que a vida é dura, que tá difícil, mas por outro lado eu vejo uma impressionante falta de agilidade, de disposição, de vontade enfim, espalhada por muito do que se vê.
Seja na visita atrasada de um candidato a emprego que se perdeu, que esqueceu o endereço e que errou o ônibus ou no email enviado a vários dias para uma vendedora que "perdeu o email", ou "a menina esqueceu de responder", seja no ato de mecanicamente permitir a cobrança de um seguro viagem contratato contra sua vontade ao comprar passagens no submarino.
Afinal, do que se lamentam as pessoas se elas mesmas estão mergulhadas em um marasmo letárgico?
Levanta-te Lázaro!! Levanta-te para a vida que te espera!! Acordai acordai irmão!! "Vem, vamos embora que esperar não é saber!! Quem sabe faz a hora, não espera acontecer"!

terça-feira, 26 de maio de 2009

Viagem para a Itália


Acho que agora os álbuns estão prontos, veja organizadamente. Procurei colocar informações nas fotos, com pequenos textos que ajudam a compreender o que se passa, espero que as informações possam também servir de dica para a sua viagem.

domingo, 24 de maio de 2009

De volta pra casa


É interessante como esta viagem de dez dias nos dá a sensação de ter sido muito mais longa, tal é a quantidade de informações que você tem que processar quando vai para a Itália. 
O blog do Alê conta várias histórias e logo, meu álbum estará pronto com mais detalhes.
Agora, aqui na praia, na casa de meus pais relaxamos e nos preparamos para a volta à vaca-fria.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Prazeres e profissões


Conversava com amigos no fim de semana e alguém disse que deve ser uma ótima profissão ser caseiro de milionário... o cara mora na Europa e só vem visitar sua ilha paradisíaca com sua mega-casa uma vez por ano; no resto dos dias é só manter a grama cortada e relaxar ao sol.
No curso que fizemos no fim de semana, havia um casal em situação idêntica, morando na beira da represa de Capivari, aqui pertinho de Sampa, em Bragança Paulista, eles tomam conta de uma casa linda numa paisagem maravilhosa. (a foto é desse cara)
Aí disse para eles (os meus amigos) que vi um cara que vende cachorro-quente numa praia naturista e é claro, fica pelado o dia inteiro. Acho uma profissão bárbara. E logo me lembrei que eu estava naquela represa ministrando um curso de segurança de voo de parapente para um grupo de pilotos do esporte, outra profissão igualmente bárbara.
Lembrei também da oficina e do prazer em trabalhar com aquela galera.
A melhor profissão do mundo é provavelmente aquela que você desempenha com prazer e objetivo.

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Que delícia

Tá bom, ventão e fim de tarde pendurado no céu até ficar de noite também vale a pena.
Posted by Picasa

O simples é tão bom...


Uma coisa muito deliciosa é fazer um "prego" de parapente.
Prego é quando você simplesmente decola e vai direto pro pouso, sem ganhar altura ou conseguir arrumar um jeito de ficar mais tempo voando. Acontece quando não tem vento, ou quando não existe atividade térmica que provoque ascendentes.
O prego é um mega-teleférico, o mínimo do máximo, um voo ridiculamente tranquilo onde você pode fechar os olhos, abrir braços e pernas, fingir de morto, tirar fotos, tomar água num copo, enfim... fazer quase qualquer coisa.

Muita gente pousa reclamando: "bah... fiz um prego". Que desperdício, não é mesmo? É como reclamar de uma praia sem ondas, ou do sol queimando a pele deitado ao lado de uma piscina, ou do vapor de uma sauna, de um sorriso no café da manhã, de uma flor boba amarelando o jardim, ou de um simples copo d'água.

As vezes é tão difícil conseguir o máximo, que tal se começássemos valorizando o mínimo?

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Virada cultural - altos e baixos



Fomos no domingo ver a virada cultural 2009 no centro de Sampa. Depois contei pra uns amigos explicando que haviam altos e baixos.
Bem, se a prefeitura conseguiu fazer um evento completamente multifacetado, que atendeu aos anseios das mais diversas tribos, muito tranquilo, pacífico e alegre, com apresentações bastante interessantes, também pisou na bola com a limpeza das ruas. Tudo bem, o evento foi enorme, durou a madrugada inteira, mas os caras não tem um mega-aspirador ou algum treco assim pra chupar toda aquela lixarada servindo de tapete pra galera?
Tudo bem, a galera também é meio porquinho-cocoricó, afinal não falta gente fazendo até cocô na rua, o fedor de mijo está em todo lugar, somos mesmo uns terceiro-mundistas-suburbanos e não tem jeito mesmo, mas caramba... conscientização também é marketing.
O Alê esteve em Amsterdã justo numa festa mega que os caras tem lá. Imagina o que aquele povo bebe de cerveja... eles usam um mijador digno que poderia ser adotado nesta cidade de mijões, não é mesmo? Afinal quem quer entrar naquelas cabines nojentas que a prefeitura coloca na cidade? Eu sei que não é desculpa, mas o cara tá tão chapado de tanto beber aquele vinho de quinta que mija onde for.
O que esperávamos? Até que estava bem legal.