sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Para-Esqui-boi

Texto de meu amigo Roberto "Vovó" Simon. Verdade verdadeira!

Forró Pilots,

Seria cômico se não fosse trágico...mas agora já consigo contar.
Muitos já souberam o que aconteceu e inclusive alguns me ligaram se solidarizando. Inclusive o Sergio "Portugues" oferecendo sua vela  até eu resolver o que faria: brigadão.
No domingo retrasado quase morri por causa de um Touro filho da ..de uma vaca ! E se tivesse jogado na Mega com certeza eu teria acertado todos os números.
Decolagem Noroeste do Gavião e um voozinho local chacoalhado. Aquele tipo de voo que não oferece nenhum prazer. Depois de meia hora decidi pousar. Bem a caminho da cidade em um pasto enoooorme.
Na verdade eram dois pastos:
um a direita e outro à esquerda da estradinha de terra. O pasto à esquerda tinha umas 50 ou 60 vacas (ou bois ..sei lá). No pasto a direita um único boi. E qual a dúvida? Pouso no pasto à direita.
A uns 50m do chão vi o tal boi que começou a correr na minha frente.

Até ai tudo bem. Ia ter espaço e tempo pra ele se distanciar até eu tocar o solo. Mas ai aconteceu a titica...
A sombra do paraca assustou o bicho e ele parou de correr de repente.
E exatamente na minha frente. Questão de segundos. Qdo toquei o solo sentado, o bicho deu um coice com a duas patas traseiras (óbvio) que tocaram exatamente nas linhas do tirante "A" da vela. Os cascos
passaram a milimetros da minha cabeça.
Com isso ela ao invés de cair prá trás começou a pender prá frente  e...foi pousar exatamente na cabeça do chifrudo.
A partir dai foi o meu inferno ! O desgraçado completamente CEGO disparou pelo pasto me levando a reboque. Era um verdadeiro "ParaEsquiBoi" . Eu engatado e aquele monstro me puxando como se
puxasse um pedaço de "cocô". Só conseguia escutar os gritos desesperados de um pessoal que fazia um churrasco lá perto e o Filha da Vaca correndo e me puxando.
Eu eu pensando como sair daquilo... era impossivel. Já tava imaginando que não ia sobrar nada:  nem da vela e nem de mim. Por uma sorte o lado esquerdo do paraca enroscou em um arbusto e o
touro (aquele Filha da Puta) continuou puxando até os chifres daquele cornudo estourarem toda a vela. E continuou correndo até sumir.
Contabilizando os estragos: minha selete chamuscada; meu capacete INTEGRAL danificado; eu inteiro sem uma única unha quebrada; mas o meu Torck...totalmente estraçalhado e retorcido; PT.
Praticamente não sobrou nada ! Quase chorei de dó.
Uma quase sensação de ter perdido "alguém". Isso sem contar que o pico da temporada de voo mal tenha começado. sacanagem...
Mas...quem pensou que ia se livrar de mim tão fácil ai vai: semana que vem...Tô na rampa de
Torck XL again ! Me aguardem...

vovó

Em tempo:
Pra os engraçadinhos que vierem com "...e ai o Touro
tem mandado notícias?..." já aviso que vou informar ao
chifrudo o telefone da "vaca-mami" de quem perguntar.

3 comentários:

Papai o chefe da casa disse...

Vovó,
Esse animal com 1 tonelada com grandes bolas entre as pernas, não se chama Boi. Isso é um Touro!
Fala-se nas rampas que esse Touro, alem de rasgar-lhe o parapente, acabou rasgando algo bem mais íntimo.
é verdade?
Caião (aquele que pousa longe dos Touros)

Beto Rotor disse...

Cara voce foi muito guerreiro mesmo.
Me identifiquei com a historia, pois uma vez pousei de asa numa situacao muito parecida ai em Andradas, mas nao fui arrastado nao, pois rapidamente chegou um cara com um cavalo e disse que o bicho valia mais de 1 milhao e o resto foi tranquilo...
Desculpe! mas nao tive como nao rir...

Beto Rotor disse...

Cara voce foi muito guerreiro mesmo.
Me identifiquei com a historia, pois uma vez pousei de asa numa situacao muito parecida ai em Andradas, mas nao fui arrastado nao, pois rapidamente chegou um cara com um cavalo e disse que o bicho valia mais de 1 milhao e o resto foi tranquilo...
Desculpe! mas nao tive como nao rir...