quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Viremos a estar estando?


A cada dia aumenta vertiginosamente a quantidade de "estarei providenciando, estarei transferindo, para estar telefonando, a fim de estar dormindo"... e por aí vai o gerundismo à solta, deslizando como o barquinho do João..
Não sei se é porque fui aluno do Professor Paulo Palumbo, que tratava de estapafúrdio o menor deslize da língua portuguesa, mas confesso que estou virando um chato ao tentar "estar corrigindo" as pessoas com quem converso... "O que acha meus senhor?, Vou estar pensando..., Ah, o senhor VAI PENSAR?, Sim, vou estar conversando com minha esposa para ver o que ela irá estar achando... Ah, o senhor VAI CONVERSAR COM ELA PRA VER O QUE ELA ACHA?, Isso mesmo você não está me entendendo?, Entendendo eu estou, só não sei se estou gostando daquilo que estou escutando"... e acabo perdendo o freguês, você acredita?
E falando em escutando, ainda outro dia numa entrevista na CBN, uma doutoranda em ciências sociais deixava um telefone para as pessoas "estarem ligando e estarem se informando e estarem se atualizando"... Fiquei pipocando no assento da lotação!!
Será que estou realmente tão mal informado que não sabia que tamanho gerundismo já está fazendo parte da nova reforma ortográfica?
Vamos estar tendo que estar escrevendo e estar falando desse jeito se não quisermos estar sendo chamados de estapafúrdios?

Um comentário:

Milano disse...

Sirvukas, desse jeito o senhor vai estar estando muito crítico com os coitados!

KKKKKKK

Abração querido!