quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

O avião é um pássaro


Pequena pérola catada num final de tarde com cervejas em Mogi das Cruzes, a mesa do bar Sambuca com meu amigo Paulo:

Papai, o que é um avião?
Um avião? um avião é um pássaro meu amor.
Pássaro? desses que voam por aí?
Isso mesmo, querida. Um pássaro.
Mas como as pessoas entram nele, pai?
Ora... o pássaro as engole, filha.
Engole?
Isso mesmo, ele as engole.
.......
E como as pessoas saem do pássaro, papai?
Como saem? Ora... o pássaro as vomita, meu amor.
Vomita? mas aí elas não vai sair sujas?
Não meu amor, as pessoas não saem sujas porque o estômago do pássaro-avião é limpinho.
...............
Ah, papai.. isso tá me parecendo estranho...

Como estranho amor? é como Jonas que foi engolido pela baleia e depois ele saiu inteirinho, lembra?
Mas isso é só uma estória pai... me conta de verdade... o que é um avião?
Tá bom meu amor, um avião é uma máquina.... (continua com a explicação).


O que me impressionou nessa história é o fundamento didático, a técnica de despertar interesse tirando do banal uma simples pergunta de criança, trazendo para o primeiro plano o verdadeiro valor da relação entre um pai e uma filha. Espero um dia ser capaz de ser ao menos um fiapo, uma faisca do que é meu amigo Paulo.

Nenhum comentário: