quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Deixa ela entrar

As semelhanças com "ensaio sobre a cegueira" não vão além do poster que serviu de inspiração para o filme sueco "Deixa ela entrar - Let the right one in".

Bem, que posso dizer? que amei o filme? que é espetacular? Assista para ver!
Tudo bem, tem vampiro no filme, mas não é um "filme de vampiro", o vampirismo é só uma desculpa, uma metáfora pra mostrar algo que vai muito além, que tem a ver com a solidão e a busca pela felicidade, pelo amor, pelo carinho.
O filme é poético, é belo, é cativante, tem cenas espetaculares, como a da auto-combustão de uma mulher, simplesmente imperdível.

O filme é antropofágico, resume aquele conceito de que por mais que pareça altruista uma relação, não há como o ser humano ir além de si mesmo. É a nós mesmos que queremos salvar, dá pra sair gritando isso por aí após assistir o maravilhoso envolvimento de um garoto comum, com pais meio ausentes e uma menina solitária, que por acaso do destino também é vampira. É um jogo de descobertas, de perdão, de compreensão, de amor.

Tem também uma coisa com o sangue, tão nojento e tão lindo ao mesmo tempo, é um paradoxo sanguíneo!
Ah, não está em cartaz ainda no cinema? Azar seu! Quem manda não ter um DIVX player em casa?

2 comentários:

Anônimo disse...

Hey - I am definitely glad to find this. Good job!

Anônimo disse...

Apenas fazendo a minha mais antiga notificar a asboascoisas.blogspot.com , o que parece ser um fórum maravilhoso!